Cirurgia de Joelho – LCA (Ligamento Cruzado Anterior)

Fiz uma cirurgia para reconstrução do ligamento do joelho, o famoso LCA (Ligamento Cruzado Anterior).

A ruptura aconteceu durante um treino de Jiu-jitsu, durante um giro mal feito.

Fiz 3 consultas com ortopedistas, com 2 ressonâncias magnéticas, raio X e sem dúvida acusava o rompimento total do LCA.

E a notícia dos médicos, que a cirurgia era inevitável. Mas quando que a cirurgia deveria ser feita ?

Claro que fiquei muito triste com isso. Pois isso ocorreu justo na época que fui promovido para faixa azul. Treinava na academia Gracie Itaim no Itaim Bibi, do professor Luiz Mello.

Gosto de saber onde estou me metendo, então fui saber o que era possível sobre a cirurgia e o tratamento fisioterápico e quanto tempo de recuperação.

Li sobre as diferentes técnicas cirurgicas, tempo de recuperação, quais os exercícios e como relacionar isso com o trabalho.

Para quem pensar em fazer uma cirurgia dessas, recomendo entender o tema até sentir-se seguro.

Busque no google por LCA, cirurgia, recuperação, etc. Vi muita informação boa, mas também coisas ruins, como conversas de fórum que não adicionavam nada.

Importante: busque isso como informação e converse com o ortopedista sobre as dúvidas.

E conversar bem com o ortopedista para entender como será o pós-cirurgico, o que pode e não pode fazer, quanto tempo afastado do trabalho, quais os custos envolvidos, logística, como andar e trabalhar.

No meu caso, teve uma logística para fazer a cirurgia, moro em Brasília, mas tenho trabalhado em São Paulo. Minha esposa Eliane, viajou para SP para me acompanhar e minha sogra ficou em casa cuidando dos meus filhos.

A logística do hotel onde fico em SP, ficar perto do trabalho, da clínica do ortopedista, do aluguel da muleta e do hospital, tudo perto, dá para ir andando. Isso foi muito importante durante o período pré e pós cirurgico e na recuperação. Mesmo assim, gastei dinheiro em taxi para as locomoções seguintes.

No meu caso, fiz a cirurgia com o ortopedista Dr. Joaquim Grava, consultor do corintians.

Fiz a internação na noite anterior, antes da operação rasparam os pelos do meu joelho. Tomei uma anestesia local e um sedativo, onde dormi e fui acordar horas depois.

Tive de comprar um imobilizador para a perna inteira (R$ 95) e alugar um par de muletas (R$ 20 por semana).

Recebi alta no dia seguinte a cirurgia.

Em termos gerais, a cirurgia é do tipo artroscópica, onde são feitos alguns furos no joelho, para colocar um pedaço de um tendão, retirado de trás da perna.

Procure no youtube sobre as cirurgias lca, vai ter muito resultado.

Os primeiros 4 a 5 dias, a perna tem de ficar na horizontal, banho é mais difícil, então a maior parte do tempo é deitado ou sentado. E o tempo todo deve-se usar o imobilizador. Ao andar, somente com muletas. No meu caso, nem tive coceiras na perna para incomodar, isso ajudou bastante.

O movimento do joelho é bem limitado para dobrar, pois o novo tendão tem de ser alongado e treinado, então dobrar o joelho, é aos poucos, mas deve ter uma forçada.

No 7o dia, devolvi as muletas, não era mais necessário, foi dificil, a sensação de a qualquer momento machucar a perna, neste caso o imobilizador ajudou bastante. Mas também é um saco usar o imobilizador o tempo todo.

E já tive de ir trabalhar, na cadeira do trabalho, me cansava rapidamente de ficar em uma posição com a perna esticada em outra cadeira e não dava para tirar o imobilizador. E quando andava por mais de 5 minutos, o imobilizador começava a escorregar, o que tornava mais difícil o seu uso e muito desconforto.

No 8o dia pós cirurgia, já começei a fazer fisioterapia no mesmo prédio da clínica de ortopedia. De fato o Dr. Joaquim Grava tem foco em ortopedia esportiva, o que me motivou a procurá-lo no incio.

15 dias depois tirei os pontos e me livrei do imobilizador. Novamente a sensação de perigo na perna, mas isso faz parte do tratamento, de treinar novamente os movimentos da perna. Dobrar, pisa, levantar, firmar, parece que tenho de aprender isso novamente.

Já no 19 dia, fiquei muito contente, pois consegui ir em uma bicicleta ergométrica e consegui girar a perna no movimento de pedalar. A cada dia de fisioterapia, é uma sensação de vitória, pois sinto que a recuperação esta em curso.

Tenho de parabenizar a equipe da fisioterapia, pois eles gostam muito do que fazem. Veja o que tenho a dizer. Antes da cirurgia, por indicação de outro ortopedista tive de fazer 10 sessões de fisioterapia, ao procurar uma clínica nas redondezas, achei uma onde cada sessão é de 1h, achei que fosse normal, mas nesta clínica de fisioterapia do Dr. Joaquim Grava, a fisioterapia demora 2h a 2h30min onde faço diversos exercícios e onde percebo a evolução do tratamento. Apesar que são tratamentos diferentes, 1h adicional deve fazer muita diferença.

Agora estou em uma situação onde consigo ir trabalhar entre outras coisas, andando devagar, firmando o joelho e rumo a recuperação total em cerca de 7 meses.

O joelho ainda está um pouco inchado, mas demora para voltar ao tamanho normal. A região onde foi feito o corte para retirada do tendão de reconstrução, ainda não tem sensibilidade total, neste casoo foi explicado que as células nervosas morreram (elas não se reconstróem), então o corpo coloca outras células para fazer o papel de sensibilidade, mas demora algumas semanas.

Daqui a cerca de 6 meses, já poderei voltar a correr e mais alguns meses depois, voltar ao Jiu-Jitsu. Neste período, vou reforçar bastante a musculatura do corpo e ir com calma nos treinos, afinal de contas o Jiu-jitsu é a arte suave.

Se você chegou até aqui, mostra que você tem interesse neste assunto e provavelmente está com o seu LCA rompido. Se você quiser informações adicionais que não conseguir encontrar na internet, pode me perguntar por email (veja no topo da página).

Atualização: Escrevi um blog com atualizações sobre a minha situação

Written on February 10, 2010